junho 22, 2010

Inverno

Encostou a ponta da caneta sobre o papel desgastado. Buscando inspirações no coração apertado, trabalhou a primeira letra do pensamento como se o tempo fosse benéfico à autoria.

Era desorientado e cheio de sonhos. Agora, todo desventurado.

Os que o conheciam sabiam da sua grande tendência à melancolia, mas ele não os enxergava, não mais enxergava nem a si próprio. Sentia-se pequeno e desinteressante, não importava quantos livros lesse ou quantas canções compusesse naquele piano surrado de sua avó.

Respirou. Olhou a cadeira ao seu lado, onde costumava existir um grande expectador, seu maior expectador. O detentor de suas canções não estava mais ali para vangloriar as grandes feitorias do dramático apaixonado. Cortou-lhe o coração pensar. Debruçou fraco sob a pilha de papéis e, com as mãos ao rosto suado, acabou-se em lágrimas desesperadas.

A mão batera na garrafa de vinho, que caiu no chão e manchou o tapete. Ainda ouvia a água cair do chuveiro e bater na cerâmica da banheira. Ainda se lembrava do corpo descoberto sob a cama de lençóis bagunçados. E os cabelos despenteados desesperavam por entender, e ansiava pela loucura cada vez que lhe batia a lucidez.

Os dedos passearam pelas teclas do piano, mais tarde. Pulmões cansados deram espaço à ira...

De olhos brancos, encontro tua pele sob meus braços

E dói como o sangue deixa tua boca ainda mais bela

Lava toda essa dor do meu coração antes que ele pare por você

Mantém seus dedos sobre os meus e não adormeça mais

Chora que me ama mais uma noite, e serei eternamente grato.

20 comentários:

Art =] disse...

caramba...que muito bem escrito
gostei pacas *-*
parabens

Twister disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Twister disse...

Massa, voce escreve muito bem.

Continue assim :D

Curti o seu blog

Rodrigo Ferreira disse...

Adoreiii muito seu texto

Vc escreve muito bem

abraço

Paula Borges disse...

O que dizer né *___* texto muito legal (L)

Caetano Lorenzetti disse...

Jogo de palavras interessante.
http://analisefc.blogspot.com/

Patrick Santos disse...

PErfeitooo muito bom cara
sentimentalismo forte d+
amo esse clima melancolico
ber.pss

Patrick Santos disse...

cara curti muito. melancolia bate na gente e as vezes se adequa a um momento que ja passamos
amei o texto
parabens

vitor disse...

hugo,
estou meio ausente do meu blog, desculpa a demora ao te responder. achei seu post bem bacana. Estarei te seguindo e na medida do possivel lhe recomendando outros blogs. sinta-se a vontade para fazer o mesmo. abraço!

Mony disse...

Muito bom , escreve otimoo

'«£. Hєηяιqυє← disse...

Nossa, MUITO BOOM!!

Diria até: EMOCIONANTE !!

Parabéns.

Abs

Pobre esponja disse...

Que texto apaixonante, pungente.
Parabéns, leva jeito para essa arte de fino trato: a poesia!

abç
Pobre Esponja

Clarissa disse...

Adorei, muito bem escrito!

Igo Araujo disse...

nuss!
apaixonado, melancólico, dramático, perfeito!
mto bem escrito!
abçs

Mônyka disse...

:d

Mari disse...

foi um lindo post,parabéns...

Melhor Free disse...

Muito bom! xD

Karla Hack disse...

Voc~e tem um jeito bem particular de escrever..
Gosto da sua narrativa com gosto de lirismo!
;D

Nando! disse...

Você escreve mtooo bem!

PARABÉNS!

rockwilliamroll disse...

Bacana o teu blog.
parabéns.
O segundo vídeo lá no meu blog, já regularizei. Obrigado pelo aviso.
Abraço.